how to make your own website

Vítimas do descaso


O número alarmante e crescente de animais abandonados


                                                                                                   Por Wilson Salce

O Brasil possui cerca de 30 milhões de animais abandonados, vivendo em situação de rua, segundo a Organização Mundial da Saúde, estima-se 10 milhões de gatos e 20 milhões de cães.
Os números apresentados crescem de forma alarmante, em função do abandono diário de animais, chegando ao ponto de pessoas largarem animais em pet centers, clínicas veterinárias, entre diversos outros estabelecimentos comerciais. Muitas vezes, feitos sem a menor discrição, deixam os animaizinhos amarrados ou não, viram as costas e vão embora.

É notório e louvável o grande empenho de diversas ONG’s lutando contra o abandono de animais, no entanto, se não tivermos políticas públicas voltadas para a castração, controle da saúde dos animais que se encontram nessa situação deplorável e incentivo à adoção, nunca veremos mudanças positivas nessas estatísticas.

Precisamos de uma grande campanha de conscientização abrangendo todos os veículos de comunicação, alertando e trazendo a ciência a população brasileira, que os animais não são lixo, brinquedos, descartáveis ou mercadoria de troca. Eles têm muito a nos oferecer em sua curta vida, e não merecem sofrer os maus tratos que são sujeitados por pessoas que não avaliaram a responsabilidade em se ter um animal.

Caso você queira ter um animal de companhia, seja de qual espécie for, analise com muita cautela, se você tem o perfil de tutor, se tem condições emocionais para cuidar de um animalzinho, se irá dispor de tempo para lhe dar atenção, carinho, brincar e levá-lo para passear.

Além das condições financeiras para arcar com todas as despesas que serão de sua inteira
responsabilidade, com a alimentação, saúde, higiene e lazer. Caso não tenha o perfil em quaisquer desses pontos, repense!

Um animal não merece sofrer por uma escolha errada ou feita por impulso.

 Fonte: ANDA  

© Copyright 2018 Revista Pet Plus - Todos os direitos reservados